Documento simples 186/25 - Inventário dos títulos relativos aos bens pertencentes aos Morgados administrados pelo Conde de Avintes

Zona de identificação

Código de referência

PT/BNP/ MSS/186/25

Título

Inventário dos títulos relativos aos bens pertencentes aos Morgados administrados pelo Conde de Avintes

Data(s)

  • [1725-1753] (Produção)

Nível de descrição

Documento simples

Dimensão e suporte

125 fl.; em suporte papel.

Zona do contexto

Nome do produtor

Melo, António de Almeida Soares Portugal de Alarcão Leça e (1699-1760) (n. 1699-11-04 - m. 1760-06-04)

História biográfica

Nome do produtor

Mascarenhas, Francisca das Chagas (1707-1733) (n. 1707-09-07 - m. 1733-03-10)

História biográfica

Entidade detentora

História custodial e arquivística

Provavelmente produzido entre 1725 e 1753, este inventário deve ter continuado na posse da família Almeida nas gerações seguintes, mas desconhecemos toda a sua história custodial até ser adquirido pela Biblioteca Nacional de Portugal.

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Zona do conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Desconhece-se a data concreta da sua feitura. Foi provavelmente composto quando D. António de Almeida Soares Portugal era 4.º Conde de Avintes e 1.º Conde de Lavradio.
Na disposição atual com que é entregue à leitura, está segmentado e desordenado (a cada fragmento foi atribuído um número sequencial dentro da cx. 186, mas não se seguiu a ordem original). Iniciava com uma Advertência e com uma pauta (índice) (doc. n.º 25 e continuação nos docs. n.º 2 e 34), que dá a conhecer a estrutura do inventário, o maço do cartório em que se encontrava a documentação de determinada parte e as folhas do livro em que vinha descrita. Numa primeira parte, são listados os Morgados administrados pelo Conde de Avintes com uma breve descrição de cada um, da localização e da identificação dos bens que lhe pertenciam, num misto de organização geográfica e de ordenação pela tipologia das propriedades. São referidas do mesmo modo as capelas administradas. Prossegue-se com uma parte dedicada à documentação da vila de Belas, estando as restantes divisões do inventário organizadas pela tipologia de outras escrituras existentes no cartório: bulas e breves; comendas; dotes; inventários; partilhas; privilégios; mercês; juros e tenças; testamentos; papéis avulsos; cartas do Marquês de Montalvão e prazo de Santar; róis; recibos e cartas missivas em castelhano e em português. Para todos eles é indicado o número do maço e são identificadas as folhas do livro em que vinham descritos os diplomas correspondentes.
Através das informações fornecidas por esta pauta, da paginação dos fragmentos e da numeração dos maços, conclui-se que o Livro estava assim ordenado: Morgado dos Alarcões e Soares (doc. n.º 3), em que são sumariados diplomas que se encontravam no maço 1; Morgado dos Portugais (doc. n.º 4), no maço 2; Morgado instituído por D. Ana Henriques (doc. n.º 5), no maço 3; Morgado instituído por Fernão de Melo (doc. n.º 6), no maço 6; Morgado instituído por Fernão Lopes (doc. n.º 10), no maço 7; Morgado instituído por D. Jerónima de Castro (doc. n.º 8), no maço 8; Morgado dos Eças (doc. n.º 7), no maço 9; Morgado dos Pinas (doc. n.º 9, que está truncado), no maço 10; Capela de D. Margarida de Castro em S. Francisco da Cidade (doc. n.º 11, que está incompleto), no maço 11; Capela de N.ª Sr.ª de la Antiga (doc. n.º 12), no maço 12; Belas (doc. n.º 35), no maço 13; Bulas (doc. n.º 15), no maço 14; Comendas (doc. n.º 16), no maço 15; Dotes (doc. n.º 17), no maço 16; Inventários e Partilhas (doc. n.º 18), no maço 17; Privilégios e Mercês (doc. n.º 19), no maço 18; Juros e tenças (doc. n.º 20), no maço 19; Testamentos (doc. n.º 20), no maço 20; Avulsos (doc. n.º 21), no maço 21; Avulsos (doc. n.º 33), no maço 22; Avulsos com procurações e sentenças (doc. n.º 22), no maço 23; Cartas e papéis do Marquês de Montalvão, seu testamento e o prazo de Santar (doc. n.º 23), no maço 24; Róis de várias obras e certidões de obras pagas (doc. n.º 23), no maço 25; Quitações e recibos vários (doc. n.º 23), no maço 26; Cartas em castelhano (doc. n.º 23), no maço 27; Cartas portuguesas e recibos vários (doc. n.º 24), no maço 28. Acha-se desaparecida a parte relativa aos Morgados de Airão e de Avintes, referida na pauta e cuja documentação estava nos maços 4 e 5.
Em cada uma destas partes do inventário, depois do sumário de cada diploma, é mencionado o maço a que pertencia e o seu número dentro dele — sempre apresentados de forma sequencial. Nas divisões iniciais, dedicadas aos morgados, encontra-se uma composição semelhante: começa-se pelo resumo dos registos relativos à sua instituição, aos instituidores e aos seus detentores ou administradores; num segundo momento, vem a distribuição dos títulos que dizem respeito à aquisição, à posse e à gestão dos bens pelas suas localizações ou pela designação das propriedades. Na estrutura das outras partes, as únicas que apresentam divisões internas a assinalar são o das Comendas — organizado pela designação das comendas — e o das Tenças — organizado pela designação dos organismos que as proviam.
No total, são catalogados mais de 758 diplomas com resumos sucintos e que foram produzidos, nos casos em que é apontado o ano, entre 1415 e 1753.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de organização

Zona das condições de acesso e utilização

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

Script do material

Cota(s)

Na BNP, os fragmentos deste inventário devem ser pedidos na Sala de Leitura de Reservados pela seguinte cota: MSS., Cx. 186, docs. 2-12, 15-25 e 33-35.

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Zona da documentação associada

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Na cx. 186 (BNP, MSS.), encontram-se documentos que estão associados a este inventário e à documentação que se encontrava no cartório do Conde de Avintes:


  • n.º 36 e n.º 26 a 30 correspondem ao "Aditamento para o cartório de papeis que se acharão depois de arrimado (sic)", em que se apresentam acrescentos aos maços 1, 10, 11, 15, 16 e 20 descritos no inventário e novos maços de papéis avulsos e de cartas missivas. As suas folhas têm um tamanho diferente da unidade em descrição, por isso não os considerámos parte da mesma empreitada. No entanto, foram muito provavelmente depois anexados, uma vez que na primeira parte do aditamento (doc. n.º 36) se refere na fl. 23r “Aditamento Maço 5.º Do Morgado dos Alarcões e Soares. Pertence ao Maço 1.º dos Alarcões e Soares folha 1 deste Livro”. Notas semelhantes surgem nos outros documentos. Assinale-se , ainda, que estes fragmentos dizem apenas respeito aos maços 1 a 5, 12, 14 a 18, 20, 21 e 29 a 33 de aditamentos, os restantes devem ter desaparecido.


  • n.º 13, 31 e 32 são fragmentos de outros inventários, com letra e formato da folha distintos dos aditamentos anteriormente referidos, em que vem mencionado o testamento de Rui Gomes e o morgado que instituiu, o conde de Avintes e aditamentos ao maço 13 relativo ao Morgado dos Eças.

No Arquivo Histórico do Patriarcado de Lisboa, está o que parece ser um rascunho de um inventário com o seguinte título: “Indice dos documentos pertencentes ao cartório do Sr. marquês de Lavradio que se não acharão relacionados a[o]s que forão reunidos pelo conde de Lavradio D. Francisco d’Almeida" (cx. 48, n.º 6023). Provavelmente produzido em meados do século XIX, descreve mais de 278 diplomas distribuídos por 8 maços.

Related descriptions

Nota de publicação

LÁZARO, Alice - “Os arquivos perdidos da Casa Avintes-Lavradio e os inéditos da Biblioteca Nacional”. Revista DisLivro Histórica, n.º 2 (2009), p. 353-432.

Zona das notas

Nota

Nota ao elemento de informação "Código de referência": uma vez que os fragmentos deste inventário se encontram dispersos, procurou-se fazer uma reconstituição do original. Utilizou-se no código de referência o número do documento que corresponde à primeira parte conhecida (a advertência e o início da pauta).

Nota

Nota ao elemento de informação "Título": título atribuído; a folha onde estaria o título do inventário não chegou aos nossos dias.

Nota

Nota ao elemento de informação "Data(s)" e "Nome de produtor": não se encontrou nos fragmentos a referência à data de feitura nem ao seu produtor. Os sumários apresentados são de diplomas produzidos até 1753. É provável que tenha sido composto entre 1725 e 1753 porque D. António de Almeida Soares Portugal é referido nos sumários como conde de Lavradio, mas nunca como marquês do mesmo título. É, contudo, uma hipótese frágil dado que o inventário está incompleto. O rascunho encontrado no Arquivo Histórico do Patriarcado de Lisboa (cf. "unidades de descrição relacionadas") faz referência a um índice elaborado por D. Francisco de Almeida (1796-1870); não sabemos que relação existe entre ele e a unidade em descrição: pode tratar-se do mesmo inventário, hipótese que a ser comprovada levaria a uma revisão desta proposta de datação crítica e do seu produtor.

Nota

Nota ao elemento de informação "Dimensão": resulta da soma do número de páginas de cada fragmento que se julga fazer parte deste inventário.

Nota

Nota ao elemento de informação "Nota de publicação": Alice Lázaro fez uma tentativa de arrumação e de transcrição dos fragmentos agora apresentados. A presente proposta de ordenação não coincide com a desta autora.

Identificadores alternativos

Pontos de acesso

Pontos de acesso - assunto

Pontos de acesso - lugares

Zona do controlo da descrição

Identificador da descrição

identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

CONSELHO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS — ISAD(G): Norma Geral Internacional de Descrição Arquivística. Trad. Grupo de Trabalho para a Normalização da Descrição em Arquivo. 2.ª ed. Lisboa: Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo, 2002, 97 p.

DIREÇÃO GERAL DE ARQUIVOS; PROGRAMA DE NORMALIZAÇÃO DA DESCRIÇÃO EM ARQUIVO; GRUPO DE TRABALHO DE NORMALIZAÇÃO DA DESCRIÇÃO EM ARQUIVO – Orientações para a descrição arquivística. 2.ª v. Lisboa: DGARQ, 2007, 325 p.

Estatuto

Preliminar

Nível de detalhe

Parcial

Datas de criação e revisão

2014-11-05; 2015-05-18.

Idioma(s)

Script(s)

Fontes

Nota do arquivista

Criado por Filipa Lopes e Maria de Lurdes Rosa.

Metadados de objeto digital

Nome do ficheiro

BN_Mss_186_25-2r.jpg

Tipo de suporte

Imagem

Mime-type

image/jpeg

Tamanho do ficheiro

1.4 MiB

Transferido

9 de outubro de 2018 08:12

Zona de direitos do objeto digital (Mestre)

Zona de direitos do objeto digital (Referência)

Zona de direitos do objeto digital (Icone)

Zona da incorporação